106.7 FM - A Sertaneja de Verdade! | Ribeirão Preto/SP
MPF denuncia família que manteve mulher em situação análoga à escravidão

O Ministério Público Federal ( MPF) denuncia uma família que manteve Madalena Gordiano em situação análoga à escravidão por 15 anos em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. Eles também são acusados de violência doméstica e roubo. Se condenados, a pena de Dalton César Milagres Rigueira, da esposa e das duas filhas pode chegar a 26 anos de prisão.

Madalena Gordiano trabalhava há quase 40 anos sem remuneração quando foi resgatada em novembro de 2020. Além disso, ela era submetida a jornadas exaustivas de trabalho, cerca de 18 horas por dia, sem qualquer direito trabalhista.

Segundo os fiscais, a vítima, ao ser resgatada, sequer sabia o que era salário-mínimo. O casal repassava a Madalena apenas uma quantia mensal de R$ 100 para que ela pudesse comprar roupas, produtos de higiene e remédios.

De acordo com o MPF, o casal roubou, ao longo dos 15 anos, a pensão que a vítima tinha o direito de receber pelo falecimento do marido, que era tio de Dalton. Somados, o valor chega a mais de R$ 1 milhão.

Pelos crimes de trabalho escravo e violência doméstica, caso sejam condenados, os acusados estarão sujeitos a penas de 2 anos e 3 meses a 11 anos de prisão. Já o crime de roubo tem pena prevista de 5 anos e 4 meses a 15 anos de prisão.

Fonte: Band.
Carregando os comentários...
As Clássicas do Sertanejo com Programação Sertaneja
Chico Rey e Parana - De Lá Pra Cá
Carregando... - Carregando...